IB03.35

Crítica 01 à teoria das Inteligências Múltiplas


Crítica 01 – a inteligência foi reduzida ao conceito de valor

Gardner definiu inteligência como: a capacidade para resolver problemas ou elaborar produtos que sejam valorizados (grifo meu) em um ou mais ambientes culturais ou comunitários.

E a partir desta definição agrupou as inteligências, como já vimos.

Reflexão. Gardner vinculou inteligência com as funções social e financeira mesma, que passou ser definida a partir do quesito valor. A quem interessa, como isto se articula com a Educação?

Reflexão. Sabemos que amor, moral, direitos e tantos outros atributos humanos costumam ser relacionados à valor. Com Gardner, as inteligências também. Isto amplia ou reduz a aplicabilidade do conceito?

Reflexão. Não havendo valor social nem econômico, a aptidão não é inteligência, como bondade, honestidade e simpatia, é isso?

Reflexão. Se for valoroso no ambiente científico e não gerar valor comercial, é inteligência?

Reflexão. Com o conceito de inteligência reduzido a valor, pessoas e aptidões sem esses valores não seriam inteligentes? Se não resolve problemas nem elabora produtos de valor, então não é inteligente! A quem interessa esta abordagem?

Reflexão. Alterar o conceito de inteligência de capacidade de aprendizado, dons mnemônicos ou antenalidade para a capacidade para resolver problemas ou elaborar produtos que sejam valorizados em um ou mais ambientes culturais ou comunitários pode ter relação com o fato de os índices de emburrecimento estarem aumentando no mundo todo?

Reflexão. Se o valor social e cultural da inteligência já se destacava, por que a redução dela ao conceito de valor?

 

Continua aqui.

Voltar à relação de reflexões.