IB03.36

Crítica 02: enuvia certos conceitos de inteligência


Crítica 02 – Gardner enuvia o conceito de inteligência?

A inteligência era, antes de Gardner, um dom, assim como a música, a liderança, a dança, a empatia, a beleza, a juventude, os desportos e muitos outros.

Por outro lado, os testes de QI, que aferem o raciocínio lógico-dedutivo, seria um esforço em mensurar a inteligência lógico-dedutiva, um tipo de inteligência, não a inteligência em si. Já comentei em Inteligência não é apenas o raciocínio lógico-dedutivo. 

Infelizmente muitos insistem em perverter os conceitos, criando confusão, como é do interesse do Sistema. E usam a TIM de Gardner também para isto. Lastimável.

O raciocínio lógico-matemático parece ou parecia uma forma possível de aferir a inteligência, como o PISA, mas não seria a inteligência em si, tanto que são nomes diferentes e em nenhum dicionário são vistos como sinônimos um do outro.

Gardner conceitua esse raciocínio como uma das inteligências e nomeia alguns outros dons por outras. Mas ao esquecer de certos dons condenou-os ao esquecimento: o aprendizado, a boa memória, o conhecimento geral, a concentração e outros dons que poderiam ser desenvolvidos na Educação. Até o são, mas não objetivamente, como sinais de inteligência, há outras aptidões a valorizar. A quem interessa isto?

Por exemplo. Considere a inteligência interpessoal. É um dom, certamente. Como ela pode ser desenvolvida?  Ora, com o domínio do Português! Este conteúdo escolar facilita a oratória, a retórica e a hermenêutica. Divida a inteligência interpessoal em leitura, interpretação de textos, argumentação, gramática, semântica, enfim, os temas do conteúdo Português e você se aprimorará. Inclua virtudes como simpatia, tolerância, empatia e boa-vontade e essa tal de inteligência interpessoal se tornará melhor até para as relações pessoais e profissionais de nossos filhos e alunos. Tenho certeza de que fonologia, morfologia e sintaxe colaboram e muito na inteligência interpessoal. Onde estão entre os defensores da teoria das Inteligências Múltiplas? Ah, sim. O emburrecimento da sociedade é até reconhecido, mas não identificamos os meios. E continuamos a negá-los.

E com tantos dons a estimular e desenvolver, A Educação vem se preocupando em não direcionar os alunos, não os ocupar com saberes que poderiam desviar sua atenção de suas verdadeiras virtudes. Penso que seria recomendável refletirmos mais sobre esta diretriz.

As influências nefastas da política na Educação ainda serão tema no nosso grupo.

Conclusão?

Nem Gardner nem sua obra ofuscam diretamente as inteligências antenalidade, oratória, hermenêutica, retórica e outras. Mas aparentemente sua teoria é utilizada para ocultar estes conceitos e ainda alguns outros. Sabendo do interesse mundial na burrice, creio que deveríamos nos atentar com nessa possibilidade. Como já nos alertou Darcy Ribeiro, a crise na Educação brasileira não é uma crise, mas um projeto.

 

Continua aqui.

Voltar à relação de reflexões.