IB03.19

Teste de QI e sucesso


Sabemos que há dificuldades com e críticas aos testes de QI. Vejamos uma a uma.

Reflexão. Sucesso econômico x QI

Creio que um fator de desaprovação dos testes de QI seja o fato de o sucesso econômico não estar automaticamente garantido aos que obtiveram alta pontuação no teste.

Considerando um grupo de alunos em que o teste tenha sido aplicado e avaliando o seu futuro sucesso econômico, emocional ou social, não se consegue ver uma relação direta e necessária entre esses sucessos e o índice de QI. Pelo menos o sucesso econômico seria esperado.

Ora, sempre se espera que os mais inteligentes de uma turma consigam os melhores empregos. Ou que constituam famílias sólidas. Pelo menos que mantenham a calma e a concentração em qualquer situação. E isto não se comprova.

Quando uma pessoa não produz riquezas, não tem destaque social nem uma família estabilizada ou pelo menos alguma outra estabilidade ou sucesso, tem-se a impressão que falta inteligência. Sucesso e estabilidade deveriam, por questão lógica, ser os objetivos da inteligência, a sua aplicabilidade pessoal. Como isso não se comprova, penso que a incongruência seja responsável por parte das pessoas que não confiam nos testes.

Caso Garrincha

Em http://www.oestrangeiro.net/psicologia/27-teoria-das-inteligencias-multiplas-de-gardner:

" vale lembrar de um curioso incidente que aconteceu em nosso país antes de Copa do Mundo de 1958. O Brasil possuía seu primeiro psicólogo esportivo, João Carvalhaes, que atendia a seleção brasileira de futebol. O psicólogo resolveu aplicar em todos os jogadores testes de QI. Garrincha, que estava no apogeu de sua carreira, após responder os testes ficou sabendo que seu quociente intelectual era irrisório, sendo classificado como débil mental. Por este motivo quase foi impedido de participar da Copa. (MODERNELL, 1992, p. 56) ”

Ninguém duvida do talento que possuía este atleta quando se encontrava no meio de um gramado com a bola nos pés. Todavia, o teste psicométrico de inteligência indicava Garricha como uma pessoa sem grandes chances de ser bem-sucedido em sua vida, o que não correspondeu à realidade. Fica claro que os testes de QI predizem apenas como vai ser o desempenho escolar e não o sucesso profissional depois de concluída a instrução formal.

Reflexão. Há relação entre inteligência e sucesso?

No caso Garrincha. Pessoas acreditam que bons índices no teste de QI deveriam estar relacionados a sucesso na vida, desempenho escolar em conteúdos que não dependem de lógica e sucesso profissional. Aparentemente isto não parece se confirmar. Isto invalida o teste?

 

Continua aqui.

Voltar à relação de reflexões.