Início

Cursos

Textos

DVDs

Obras

Produtos

YouTube

Como chegar

Quem somos

Contato

Apresentação

Grupos de Estudo com Roberto Haddad

Teu pensamento te prende ou te liberta? Inocente útil e outros


Nossos grupos têm um objetivo final: autoaprimoramento. Numa última instância o objetivo dos grupos é a melhoria da memória, da lógica, da concentração, do relaxamento, da capacidade de meditação, enfim, do autoconhecimento e do autocontrole. Este era o único objetivo do curso há 40 anos. Mas como o saber popular e as crenças sociais estão sendo cada vez mais manipuladas visando o controle social e isto inclui obscurecimento da inteligência, aumento da burrice e promoção da agressividade intergrupos, o que atrapalha os nossos objetivos finais, iniciamos os estudos com alguns módulos sobre como a cultura é manipulada e nos influencia. Não dá mais para falar de inteligência sem avaliar a influência da Política e da Economia nos saberes.

Teu pensamento te aprisiona ou liberta?

Neste módulo devemos nos conscientizar que nossos saberes nos foram impregnados pela cultura. Facilmente percebemos que as outras pessoas foram influenciadas pela família, pela cultura, pelo líder espiritual ou político, pela novela, pelos amigos, enfim, como tiveram seus saberes manipulados. É-nos claro que as crenças dos outros lhes foram impostas apesar de lhes parecerem naturais, corretíssimas, justas, a mais pura verdade. Como com nossos antepassados, facilmente reparamos que suas culturas lhes definem as crenças e comportamentos.

Mas não percebemos que nossas verdades, desejos e crenças também o foram. Sentimos que no nosso caso são naturais, corretas, racionais e, eventualmente, até intuitivas, espirituais ou divinas. Identificamos nossas crenças com verdades, ciência e racionalidade, sempre com naturalidade, identidade ou até como fruto do nosso livre-arbítrio. Nunca como informações impregnadas pela cultura ou pelas mídias.

Perceber que nossos saberes nos foram passados sem nossa crítica ou avaliação, que muitos são falaciosos e ainda desviam nosso foco por capturar nossa atenção são os objetivos deste módulo.

As reflexões que serão propostas visam apenas contestar as crenças existentes, que fique claro que os novos saberes apresentados não têm o objetivo de iluminar, de mostrar novas ou melhores verdades. O objetivo é questionar crenças atuais, propor que se atualizem ideias, não defender as novas para que substituam as antigas.

Inocência útil?

Neste módulo do curso devemos perceber que nossos saberes têm uso social, político e econômico e nem costumamos perceber. Nossas crenças, sejam boas ou não, verdadeiras ou não, inclusivas ou não, justas ou não, são utilizadas de forma a facilitar o controle social e a concentrar renda e poder nas mãos de cada vez menos pessoas. Muitas vezes são medidas justas a defender, mas há mecanismos para que sejam utilizadas no controle social. Sem destituir a importância da proposta, propomos perceber o tal mecanismo. Em outros momentos, são falácias repetidas inúmeras vezes e por vários meios de comunicação a ponto de nos parecerem verdades, já que costumam ser boas, desejáveis e justas. Veja mais sobre o conceito de inocência útil que utilizamos aqui.  

Inteligência, Burrice e Escrutinando a Educação

Nestes três módulos iniciais discutimos quais seriam os conceitos e características das inteligências, da burrice e do emburrecimento. Em módulo consequente e ainda não parcialmente disponível na web como esses três, procuramos identificar características da burrice que andam sendo promovidas como se fossem de inteligência. Precisamos ter estas noções, afinal ninguém que foi emburrecido tem conhecimento disto, ou rapidamente promoveria a correção. A confusão conceitual, o ofuscamento da inteligência, a glamorização da burrice, a naturalização de falácias e certas questões pertinentes à Educação fazem parte do controle social e nos desviam dos objetivos finais do grupo, daí o módulo Escrutinando a Educação.

Sobre as reflexões disponíveis na web

Disponibilizamos algumas reflexões na web visando estimular o interesse pelos grupos de estudo. Em nenhuma delas o assunto foi desenvolvido. Na maioria delas, nem mesmo satisfatoriamente apresentado.

Natureza humana

A confusão que fazemos entre percepção e realidade, certo e verdadeiro e entre bom e belo, a dificuldade em perceber os nossos vestígios de desvirtudes e onde fomos enganados, entre muitas outras características operacionais humanas, fazem parte dos estudos intermediários.

Foggy News ou notícias nebulosas ou obnubilantes

Em destaque entre os saberes que defendemos e notícias difundidas, o fato de a maioria destas promover na sociedade emburrecimento, empobrecimento, aumento do sofrimento psicológico e da agressividade intergrupos. Tudo isto sem o nosso conhecimento, a nossa percepção ou o nosso consentimento.

Como nossas crenças e saberes sempre são revestidos de justos, bons, inclusivos, democráticos ou outra boa capa, precisaremos de muita atenção e humildade para perceber que, de fato, estas crenças e saberes são utilizados para promover emburrecimento, empobrecimento, aumento da agressividade intergrupos e de sofrimento psicológico. Tudo isto com um objetivo final escuso: aumentar o poder nas mãos de um grupo de suprarricos.

Questões do interesse do grupo

Dada a dificuldade em percebermos os objetivos obnubilantes, utilizamos do artifício de analisar o pensamento, notícia ou crença com seis questões:

Avaliação 01- Este pensamento ou crença é falacioso?

Independentemente de gostarmos, concordarmos ou desejarmos a máxima ou a notícia, devemos identificar se ela é fato, fake, falácia ou outra coisa como um direito, um conceito, um desejo ou o resultado de um consenso. A grande maioria se revelará como falácias. Como nossa Educação não comtempla este estudo, sugiro que desde já o leitor procure se aprofundar no assunto.

Avaliações 02 a 05- É uma notícia nebulosa (Foggy news)?

Notícias nebulosas são aquelas que, mesmo sendo aparentemente boas, justas, democráticas, inclusivas ou desejáveis, direcionam ao emburrecimento, ao empobrecimento ou ao aumento da agressividade ou do sofrimento psicológico.

Avaliação 02. Se emburrecem ou desviam o foco.

Avaliação 03. Se empobrecem social ou financeiramente pessoas ou grupos.

Avaliação 04. Se aumentam a agressividade intergrupos.

Avaliação 05. Se aumentam o adoecimento psicológico (casos de depressão, ansiedade, Burnout, TDAH e outros).

Avaliação 06- Inocência útil?

Nesta questão costumamos especular se os defensores do tal pensamento podem ser classificados como idiotas ou inocentes úteis – quando, à revelia do militante, suas crenças e comportamentos facilitam o controle social e a concentração de renda nas mãos de cada vez menos pessoas, independente de gostarmos, defendermos, acharmos justo ou interessante o tal pensamento.

Que fique claro que especulamos a função de inocente útil não para culpar, estigmatizar ou acusar alguém disto, mas para alertá-lo da possibilidade de estar sendo usado social e politicamente para o controle social e concentração de renda.

Desenvolvimento dos temas

Acredito que o desenvolvimento dos temas não se dá satisfatoriamente apenas refletindo após a leitura das questões apresentadas nas reflexões. Insisto que os leitores participem de grupos. Sabemos que temos dificuldades em perceber nossos enganos e desvirtudes. Mesmo que as reflexões nos ajudem, apenas com olhares de fora as aproveitaremos minimamente.

Por isto insistimos que o leitor peça para ser inserido em um dos grupos de estudo via WhatsApp ou agrupe pessoas e coordene um grupo de estudos, onde certamente mais questões e reflexões são apresentadas e onde os estudos cumprem seus objetivos.

 

Continuar na relação de reflexões disponíveis Teu pensamento te alavanca ou te prende?

Sobre o grupo de estudos. Os módulos estão relacionados em índice.

 


IBTED Cursos, Vídeos, Produtos, Editora e Terapias

Página inicial do grupo de estudos

Site do IBTED

Contato: (21) 99187-3020 (OI + Whatsapp) - [email protected]

Sociais: facebook/ibted   -  facebook/robertohaddad.ibted