Início

Cursos

Textos

DVDs

Obras

Produtos

YouTube

Como chegar

Quem somos

Contato

Inocência útil 13

Google é uma empresa rica


Ou o Facebook ou qualquer outra empresa.

Rico x riqueza

Rico é quem detém a riqueza. Quem tem o poder sobre os valores. Rico é uma coisa, riqueza é outra. A asserção acima assim como as da última reflexão perde foco ao confundir estes dois conceitos.

Pesquise empresas ricas na internet. Você só encontrará empresas valiosas e marcas de valor. Efetue as pesquisas sugeridas: empresas ricas, marcas ricas, empresas de valor, marcas de valor.

As empresas, reservas minerais, produtos do país e outros valores estão localizados em países. Temos índices para medir estes valores. O local onde estão é rico? Para não perder foco, melhor dizer: o local contém valores. E rico é quem detém o poder sobre estes.

Os ricos também se localizam em algum lugar. Ou têm país de origem. Nem o local onde moram nem o país de origem são ricos em si, apesar de terem seus índices de riqueza alterados pela presença do ricaço. O PIB/hab aumenta tanto no local da riqueza quanto no país pra onde valores forem mandados. Mas há alguém que controla os valores, este é o rico. E sempre é uma pessoa ou família.

Brasil tem reservas de nióbio, quase todo o nióbio do mundo sai do Brasil, pelo menos até que comecem a exploração nas minas recentemente descobertas na Rússia. Rico é quem tiver a posse da lavra enquanto ela durar. Há riquezas no local, valores. Para extrair, o rico constitui empresas, contrata e paga impostos, isto melhora a renda nacional, os brasileiros ficam mais ricos. Mas ricos mesmo são os donos da lavra.

A empresa de maior valor, na atualidade, é a Saudi Aramco, da Arábia Saudita. Por lá o rei é o governante. Certamente uma ditadura. Logo, o quanto é gasto com o resto da população, quanto pode ser o salário de cada um e todos os demais valores e investimentos precisam estar sob a aprovação do rei. Mesmo sendo a Saudi Aramco uma empresa estatal, ela está sob o domínio do rei. Logo, rico é o rei de lá.

Sei que nem todos concordarão com o que defendo. Mas entenda: procuro foco, identificar quem, de fato, tem o poder sobre a riqueza, afinal é a riqueza que dá poder ao rico. E só identificando os responsáveis é que saberemos. Frouxidão conceitual e a perda de foco interessa a quem?

A China tem o PCC, o partido comunista. Lá tudo, inclusive as informações e divulgação de dados oficiais, fica sob o controle do partido. Mais objetivamente: sob o controle de pessoas do partido. Os mesmos que são os empresários das firmas chinesas ou das firmas multinacionais com sede na China. Ou até mesmo de firmas fora de lá. Ora, estas pessoas é que são ricas, não o resto da população, a parte submetida. Não é o povo chinês que decide investimentos. Quando afirmamos: A China é rica! É assim que o sistema quer que pensemos. Sem foco. Omitimos quem, de fato, controla os valores e investimentos: membros seletíssimos do partido.

Há muita coisa valiosa no mundo além das reservas cambiais, as fortunas pessoais e os saldos bancários. Quem são os ricos?

Fica a dica: foco nas informações e asserções. As máximas, chavões e crenças que nos desviam do foco são repetidas à exaustão e são indicativos de inocência útil (uso de crenças e atitudes com fins de controle social).

 

Continua em inocência útil 14

 


IBTED Cursos, Vídeos, Produtos, Editora e Terapias

Página inicial do grupo de estudos

Site do IBTED

Contato: (21) 99187-3020 (OI + Whatsapp) - [email protected]

Sociais: facebook/ibted   -  facebook/robertohaddad.ibted