Início

Cursos

Textos

DVDs

Obras

Produtos

YouTube

Como chegar

Quem somos

Contato

Inocente útil 01

Idiota Útil ou Inocente Útil?


O que é idiotia útil

Muita gente confunde idiotia útil com burrice ou idiotia, talvez pelo fato de pessoas emburrecidas serem consideradas idiotas. Uma pessoa emburrecida mais facilmente se coloca nessa posição, mas muitas pessoas inteligentes ou letradas, sem perceberem, fazem tal papel. Idiota útil e inocente útil, nos nossos textos, são as pessoas que têm seus saberes e comportamentos utilizados no controle social à sua revelia. Elas realmente ignoram tal uso. Logo, é característica cultural, não é idiotia, tampouco burrice.

Confira na Wikipédia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Idiota_útil.

Aparentemente o termo foi inicialmente usado para identificar grupos de esquerda. Depois apareceu o termo inocente útil para designar os de direita. Ambos os termos podem ser utilizados como sinônimos: quando a pessoa detém e defende crenças e atitudes que possibilitam que seus conhecimentos e comportamento sejam utilizados com fins políticos, geralmente de controle social e para facilitar a concentração de renda nas mãos de um grupo cada vez menor. Ou seja, se não houver uso político-social, não é idiotia nem inocência útil. Haja ou não burrice ou idiotia.

 

Detalhando

Para confirmar que os saberes e comportamentos efetivamente são utilizados com fins de controle social, devemos perceber se eles facilitam:

·        A concentração de renda e poder nas mãos de cada vez menos pessoas, geralmente induzindo ou criando na sociedade:

·        Emburrecimento,

·        Empobrecimento,

·        Aumento da agressividade intergrupos,

·        Aumento de casos de sofrimento psicológico como depressão, Burnout e ansiedade.

Processo que nomeei obnubilação, assunto central do grupo de estudos Inteligência e Política.

Há um forte indicativo de uma crença ser sinal de idiotização útil: quando ela é uma falácia. Infelizmente nosso povo não consegue identificar falácias. Por isto em vários momentos nas reflexões questiono se a crença é ou não uma.

Idiota útil ou inocente útil?

À princípio não há muitas diferenças entre os termos, assim no início dos estudos poderíamos utilizar ambos como sinônimos.

Há pessoas dispostas a avaliar novas informações e rever antigas. São conscientes que sempre estamos na posição do inocente, pois sempre há uso dos saberes, assim como sabemos que novas informações nos serão fornecidas. É da nossa natureza, ao atualizarmos conhecimentos e saberes, ficarmos com a sensação de dominarmos a verdade, de não percebermos o uso que fazem desses saberes. De certa forma, todos merecemos o título de inocente útil.

E há pessoas que acreditam deter o saber, que confundem informações e falácias com verdades, que estão dispostos a defende-las, regularmente com agressividade. Incapazes de amadurecer e acumulando as características da burrice, estes mereceriam o título idiotas úteis. Sejam de esquerda ou de direita. Mas penso que isto deveria ser definido em grupo, convencionado conforme o grupo se identifique, é questão de conceito.

Tenho preferência em não desclassificar todos como idiotas úteis já que muitos de nós somos apenas inocentes. Assim dou preferência por esta segunda identificação.

Consciente que muitos dos nossos saberes são falaciosos – nos agradam, se identificam com nossos desejos e nos parecem justos e identificados com a verdade, apesar de falsos – acredito que as reflexões em grupo mais facilmente nos ajudam a reconhecê-los, por isto quase tudo que está disponível na internet é apenas reflexões. Cabe ao grupo avaliar, rever, atualizar, descartar algumas e fortalecer outras.

 


IBTED Cursos, Vídeos, Produtos, Editora e Terapias

Página inicial do grupo de estudos

Site do IBTED

Contato: (21) 99187-3020 (OI + Whatsapp) - [email protected]

Sociais: facebook/ibted   -  facebook/robertohaddad.ibted