Início

Cursos

Textos

DVDs

Obras

Produtos

YouTube

Como chegar

Quem somos

Contato

Apresentação

Grupo de Reflexões Inteligência e Política


O ser humano sofre porque lhe falta conhecimento e lhe sobram crenças.

Apesar do discurso em contrário, a nossa cultura, incluindo a globalização e o politicamente correto, vêm aumentam a burrice, o empobrecimento, a agressividade e o sofrimento psicológico.

Percebemos que quase todas, senão todas as crenças sociais, independentemente de serem verdadeiras ou não, tendem a aumentar na sociedade:

·        O emburrecimento;

·        O empobrecimento;

·        A agressividade intergrupos;

·        O sofrimento psicológico.

A toda crença, artigo, máxima ou notícia que facilite pelo menos um desses caminhos, chamo de nebulosa.

Tudo isto, como veremos, enquanto aumenta capital e poder nas mãos de cada vez menos pessoas. Esta é a constante: um grupo cada vez mais poderoso.

A presença de senso crítico se faz cada vez mais necessária. Mas o que vemos aumentar é o número de críticas e acusações (a agressividade intergrupos). As disputas acirradas intergrupos, o esforço em cancelar os que não se submetem ao pensamento do grupo, a arrogância em creditar-se o bem, a luz, a justiça e a bondade enquanto atribui o contrário ao outro grupo, suposto adversário. E tudo isto num discurso de mais amor, mais empatia, mais tolerância e respeito: não faltam destas mensagens no Facebook e WhatsApp.

Entenda assim. Ninguém reconhece com facilidade seus erros, falhas e atributos negativos como a burrice, o egoísmo, a raiva, a falta de empatia, seus enganos, sua vaidade e muitos outros. Se percebêssemos, imediatamente providenciaríamos a correção. Corrigimos imediatamente todos os erros e falhas que encontramos em nós mesmos. No mínimo nos desculpamos. E apesar de sabermos que não somos perfeitos não identificamos facilmente nosso lado a evoluir, nossas falhas e desvirtudes. Sempre há o que melhorar, mas não percebemos. E quanto mais nos emburrecemos e nos tornamos agressivos, menos percebemos. Mostrar como isto está no nosso saber é a função do primeiro módulo do curso: pensamentos grilihões.

Mesmo que quase todos nós afirmemos que queremos melhorar, boa parte nos comportamos como uma pessoa emburrecida: mantendo a certeza de estarmos certos e que os outros estão errados quando divergimos. E assim facilmente somos todos mais bem controlados: povo dividido é mais explorado e submetido.

A agressividade, o emburrecimento, o isolamento em grupos e o empobrecimento têm grande utilidade no controle social. Não irão diminuir se dependerem das mídias ou do capital, incluindo aqui o sistema educacional, que é financiado e definido pelo poder. Resta a nós, os de baixo na pirâmide, os sem poder político e econômico, reduzirmos a burrice e a agressividade. Primeiro em nós, para que saiamos do pastoreio de feras.

Minha proposta

Graduado em Psicologia e Engenharia Civil, um dos primeiros acupunturistas do Brasil, com mais de 40 anos envolvido com o comportamento, as inteligências e as dores humanas, sistematizei vários módulos de um grupo de estudos sobre comportamento, inteligência e política.

Sobre os módulos

Alguns estão parcialmente disponíveis no site ou no Facebook, outra parte só via grupo de WhatsApp ou presenciais.

 

Acessar o link para um dos módulos (ir direto para introdução 07).

Continua em introdução 01

 


IBTED Cursos, Vídeos, Produtos, Editora e Terapias

Página inicial do grupo de estudos

Site do IBTED

Contato: (21) 99187-3020 (OI + Whatsapp) - [email protected]

Sociais: facebook/ibted   -  facebook/robertohaddad.ibted