Início

Cursos

Textos

DVDs

Obras

Produtos

YouTube

Como chegar

Quem somos

Contato

Enganos e Lendas

Milenariedade dos Meridianos Centenários


Outro ponto confuso na acupuntura é quanto à milenariedade dos meridianos ou canais de energia.

Procuram associar o uso da acupuntura na China à idade do Bronze Clássica (1523 a 1027 a.C.), época em que as patologias, as chuvas torrenciais, colheitas fracas e outros fatos ruins eram associados a entidades ou divindades malignas. Também foram encontrados artefatos que poderiam ter sido utilizados para provocar pequenos cortes, daí a data de milênios para a acupuntura, mas nenhuma cartografia mostrando os meridianos foi encontrada.

Inúmeras obras relacionam pontos de acupuntura como o clássico Su Wen (livro do Imperador Amarelo) ou outras obras chinesas milenares. Mas essas obras não identificam o trajeto dos meridianos em nenhum momento.

 

A cartografia chinesa mais antiga que dispomos está em um museu em Pequim. É uma obra de bronze do século XVIII, foto fácil de encontrar em obras de acupuntura e ao lado esquerdo. A utilizada na atualidade está ao lado direito.

Observe o leitor: o Homem de Bronze não possui os meridianos marcados. Tampouco os mesmos pontos que o boneco atual. Ou seja, vários dos pontos de acupuntura utilizados na atualidade não o eram há trezentos anos.

E os famosos meridianos chineses ainda não haviam sido mapeados!

 

 

Na primeira década do século XX o médico francês George Soulier de Morrant, embaixador francês na China, após morar lá por 20 anos, dividiu os pontos existentes na época, que constam na gravura da esquerda, de acordo com a teoria chinesa de Cinco Elementos, utilizando a cartografia reflexológica de Sir Henry Head, um lorde e médico inglês. E acrescentou cerca de 200 pontos para que houvesse um para cada dia do ano, alterando outros para coincidirem com a cartografia do inglês. O dr George Soulier de Morrant inventou um sistema para identificar os pontos de acupuntura com os nomes dos canais dos Órgãos a que pertencem e números para designar cada um dos pontos ao longo do canal4.

Sim, a cartografia de acupuntura, que muitos pensam que foi desenvolvida na China há milênios, foi desenhada pelo francês Dr George Soulier de Morant no princípio do século XX e tem 365 pontos, assim como os dias do ano! E foi ele quem enumerou os pontos associando-os ao meridiano. Um trabalho francês centenário com status de chinês milenar.

 

Bibliografia

1 Maciocia, Giovanni. Os fundamentos da medicina chinesa. 2 ed. São Paulo: ROCA, 1007. Pg. 5.

2 Zhisui, Li. A vida privada do camarada Mao – memórias do médico particular de Mao Zedong. Civilização Brasileira: Rio de Janeiro, 1997.

3 BASTOS, Dr. Sohaku. Shiatsu tradicional. Fundamentos, prática e clínica de shiatsuterapia. 2. Ed. Rio de Janeiro: Gasho, 2000. P)g, 24.

4 Fleischman, Gary F. Acupuntura – tudo o que você sempre quis saber. MADRAS, São Paulo. Pg.50.

 

 

 

Voltar à relação de textos Enganos e Lendas da MTC.

Texto Introdução aos textos, cursos e produtos IBTED e Roberto Haddad. Para você se localizar com mais facilidade. 

Site do IBTED. Sobre cursos, textos, vídeos, produtos e outras informações.

Contato: contato.ibted@gmail.com.

Para receber textos sobre terapias alternativas: curta  IBTED Terapias no facebook (facebook/ibted).

Para receber textos sobre Fisiologia ou da pasta Não é bem Assim...: curta Roberto Haddad no facebook (facebook/robertohaddad.ibted).

Peça para ser amigo de Roberto Haddad no facebook (facebook/carlosroberto.serraohaddad).

 

 

IBTED Cursos, Produtos, Editora e Terapias

Contato: (21) 4126-5770 (TIM fixo) - (21) 99187-3020 (OI + Whatsapp) - 98250-0538 (TIM)

contato.ibted@gmail.com  -  facebook/ibted   -  facebook/robertohaddad.ibted