Início

Cursos

Textos

DVDs

Obras

Produtos

YouTube

Como chegar

Quem somos

Contato

 

Reflexões para a Saúde

Dores residuais na Chikungunya

 


 

Por Roberto Haddad e equipe

Já tem algum tempo que vêm aparecendo casos de dores artro-musculares decorrentes de chikungunya. Como a nossa principal especialidade é o alívio de dores, é claro que vimos tratando vários deles. E gostaria de participar algumas observações decorrentes de nossa prática alternativa.

1) O tratamento deve ser feito por área

Quando aplicamos os protocolos antiálgicos a apenas uma região por vez - superior ou inferior, o resultado já na primeira seção é melhor que quando aplicamos em ambas. Os casos em que elegemos apenas uma região por vez têm duração menor ao final, apesar de termos dois tratamentos a fazer: primeiro uma região, depois a outra.

Quando referenciamos a região superior, falamos dos MMSS e as colunas dorsal e cervical. A região inferior trata dos MMII e a região lombar.

2) Região mais lesada

Reparamos que a região que mais se mostra dolorida, eventualmente até lesada, é o manguito rotator (o ombro), regularmente com o cotovelo. As dores costumam perdurar por meses e até anos. Muitos meses evitando ou mesmo impossibilitado de levantar os braços deixam sequelas articulares. A contratura muscular e a falta de movimento geram não apenas tendinites, mas até tendinoses, capsulite adesiva e ombro congelado.

Assim, quando o paciente tem lesões articulares, fica difícil dizer se as dores que a pessoa relata ainda são sequelas da chikungunya ou se são decorrentes desses males.

3) Lesões também na parte inferior

A região lombar também caminha na mesma direção. A contratura lombar e compensações decorrentes da dor residual afetam a lombar, os joelhos e os pés. Problemas nestas áreas acabam por ocorrer e também nem sempre sabemos discernir efetivamente quando as dores são decorrentes dos problemas artro-musculares, apenas sequela da virose ou se estamos lidando com ambos os quadros.

A identificação referente aos dois últimos tópicos é importante da definição dos recursos que utilizaremos.

4) O tratamento das dores é fácil

A grande maioria se reabilita em poucas semanas com ótimo alívio já na primeira seção. Os casos mais demorados, por motivos óbvios, costumam ser os que incluem sequelas artro-musculares.

5) Tipos de cliente com chikungunya

Antes de escolher os recursos, considere que há três tipos de pacientes com sequelas de chikungunya: os recentes, os residuais e os lesados. Os recentes vêm fragilizados, às vezes meio febris, tratando ainda inicialmente a chikungunya. Os residuais já tem um tempo que tiveram a virose, não estão com baixa de imunidade nem tão frágeis e sensíveis quanto o primeiro grupo, mas compensados. O terceiro grupo, por ter demorado meses com restrições artro-musculares, já contam com sequelas e, portanto, demandam recursos artro-musculares para que os sintomas sejam debelados.

Certamente esta avaliação ajudará na seleção dos recursos a utilizar. Não sei por quê pacientes que acumulam problemas artro-musculares regularmente são tratados como se tivessem apenas as sequelas.

6) Semelhança com a fibromialgia

As dores e sequelas da chikungunya se assemelham a certos tipos de Fibromialgia. Ao aplicarmos as mesmas técnicas de diagnóstico alternativo e recursos, reagem semelhantemente. Ou seja, o tratamento é fácil, apesar de pouco divulgado.

Isto nos leva a refletir sobre a Fibromialgia. Quantos casos deste mal não seriam residuais de eventuais viroses ou quadros de baixa de imunidade?

7) Tratamento

Assim recomendo a todos os nossos ex-alunos que apliquem, nos casos de chykungunya, as mesmas técnicas de diagnose e os mesmos recursos que utilizamos nos casos de Fibromialgia e, como sempre, utilizem as técnicas do curso Recursos Artro-musculares nos casos com complicações artro-musculares.

Mais informações sobre Fibromialgia.

Sobre o curso Fisiologia e Recursos Antiálgicos - recursos alternativos para o tratamento da fibromialgia e outras dores.

 

 


Para voltar à relação de textos Reflexões para a Saúde.

Texto Como encontrar ou assunto do seu interesse - texto, curso, doação, passeio etc.

Site do IBTED. Sobre cursos, textos, vídeos, produtos e outras informações.

Contato: [email protected].

Para receber textos sobre terapias alternativas: curta IBTED Terapias no facebook (facebook/ibted).

Para receber textos sobre Fisiologia curta Roberto Haddad no facebook (facebook/robertohaddad.ibted).

Peça para ser amigo de Roberto Haddad no facebook (facebook/carlosroberto.serraohaddad).

 

IBTED Cursos, Produtos, Editora e Terapias

Contato: (21) 4126-5770 (TIM fixo) - (21) 99187-3020 (OI + Whatsapp) - 98250-0538 (TIM)

[email protected]  -  facebook/ibted   -  facebook/robertohaddad.ibted